Mostra Virtual Colaborativa

Bem vindos à 1ª Mostra Virtual Colaborativa do Núcleo de Memória da Faculdade de Medicina.

A Mostra que segue é composta de Equipamentos Associados à Medicina, de atividades científicas e tecnológicas específicas da área da saúde. A maior parte dos objetos foi coletada no Laboratório de Cardiologia da Faculdade de Medicina da UnB, 1º andar, no ano de 2019, pela museóloga e alunos de estágio obrigatório do curso de Museologia da UnB. A iniciativa faz parte das comemorações dos 60 anos de Brasília no âmbito do Edital Especial UnB nos 60 anos de Brasília.

PARTICIPE DO PROJETO

Nesta primeira Mostra teremos um espaço colaborativo para que informações adicionais sobre os objetos possam ser comunicadas por aqueles que eventualmente tenham dados sobre sua origem, função, ou importância.

Também haverá espaço para que os servidores da Faculdade de Medicina possam comunicar a existência de objetos/documentos antigos que estejam em seu ambiente de trabalho para que seja avaliada a possibilidade de que estes venham a fazer parte do acervo do NMFM.

A iniciativa é eficaz uma vez que o NMFM está em sua fase embrionária, ou seja, estamos em fase de primeiras coletas e iniciando as primeiras pesquisas.  É importante que a preservação da história e memória de uma instituição conte com o apoio de sua comunidade, toda informação é válida!

Caso tenha informações adicionais sobre algum dos objetos expostos, pedimos que faça a sua contribuição por meio deste link https://forms.gle/GRPjVpjLq4DwkV4c8

Caso possua algum potencial objeto/documento em seu laboratório, pedimos que faça a sua contribuição por meio deste link https://forms.gle/DgSqe2LJGLMLkYZL9

Museóloga

Marianna de Souza Soares

Estagiários

Mariana Ramos Gonçalves | Estagiária FM

Newton Ribeiro Machado Neto | Estagiário de Museologia

Safira Alvarenga De Andrade | Estagiária de Museologia

NMCAR3

Microscópio ótico Wild – 67245

Código do objeto: NM.CAR.3

O NMFM possui dois modelos do microscópio ótico monocular Wild Heerbrugg modelo M11, ambos cuidadosamente acondicionados em estojo metálico. O microscópio ótico M11 foi um dos modelos de maior sucesso da empresa suíça Wild Heerbrugg, tendo sido fabricado a partir de 1954. Nos folhetos da empresa, o M11 é descrito como sendo ideal para trabalho de campo, ensino e laboratório. Sua construção era bastante robusta e seu projeto permitia o emprego de diferentes acessórios, o que o tornava bastante flexível em sua utilização. O objeto aqui referido tem a configuração descrita como sendo a mais básica, com um tubo monocular inclinado.

 NMCAR5
 

Fluxômetro Eletromagnético Carolina Medical Electronics - Modelo 501 D

Código do objeto: NM.CAR.5

O fluxômetro é um equipamento destinado à medição do fluxo sanguíneo. A logomarca do fabricante que aparece no objeto começou a ser utilizada em 1962 e foi descontinuada em 2005, o que é compatível com sua provável data de fabricação. A empresa desenvolveu os primeiros fluxômetros de uso comercial em 1955 e continua a produzi-los ainda hoje. A Série 500, da qual faz parte o objeto, foi um dos produtos de maior sucesso da Carolina Medical Electronics Inc.

 NMCAR7
 

Eletrocardiógrafo Portátil HP 1504 A Sanborn Series

Código do objeto: NM.CAR.7

O objeto aparece em uma reportagem na edição de novembro de 1972 da revista Measure, de circulação interna da marca HP. Nela são descritos os aspectos inovadores do eletrocardiógrafo 1504, como o seu baixo custo, facilidade de transporte e confiabilidade dos resultados. O aparelho, desenvolvido em uma parceria entre as unidades da HP nos EUA e no Japão, foi projetado tendo em vista a necessidade de atender a mercados emergentes, entre os quais é citado o Brasil, com um equipamento de alta qualidade, baixo preço e capaz de operar à bateria, permitindo seu uso nas mais diversas condições. A reportagem destaca que 48 anos antes (1924), a Sanborn Company, antecessora da divisão médica da HP, havia desenvolvido seu primeiro eletrocardiógrafo à bateria.
 NMCAR8
 

Eletrocardiógrafo Portátil FUNBEC ECG-3

Código do objeto: NM.CAR.8

O eletrocardiógrafo Funbec ECG-3 ainda é bastante utilizado no Brasil, tendo seu uso descrito em trabalhos acadêmicos e com anúncios de venda do aparelho e seus acessórios em sites de venda na internet. A Fundação Brasileira para o Desenvolvimento do Ensino de Ciências (Funbec) foi criada em 1967 para desenvolver o ensino de ciências e passou a produzir equipamentos médicos, principalmente em cardiologia.

Após a venda do passivo da fundação para uma empresa chamada Ecafix, que continuou por um tempo a comercializar aparelhos médicos, a Funbec fechou as portas e deixou de funcionar em 1990.
 NMCAR13

Eletrocardiógrafo Berger - Modelo EC-117

Código do objeto: NM.CAR.13

Um eletrocardiógrafo monitora a atividade elétrica do coração por meio de eletrodos conectados a um dispositivo que recebe os sinais resultantes da atividade cardíaca do paciente, imprimindo estes sinais ou mostrando-os em uma tela. Foi inventado pelo médico holandês Willem Einthoven em 1903 (MORSCH, 2019).

A empresa Eletromedicina Berger Comercial Ltda. era sediada no bairro da Vila Maria, em São Paulo, encontrando-se atualmente desativada. Operou durante o período de reserva de mercado para bens de tecnologia produzidos no Brasil, em vigor entre 1984 e 1991, época provável de fabricação do equipamento. A reserva de mercado visava desenvolver o parque tecnológico brasileiro por meio de investimentos e parcerias com empresas estrangeiras para transferência de tecnologia (ABRANTES, 2008, p.244), ao mesmo tempo em que impedia a entrada e a concorrência de produtos importados. 
 NMCAR22
 

Titulador (medidor de pH) Radiometer - Modelo TTT1

Código do objeto: NM.CAR.22

O titulador, ou medidor de pH, é um aparelho voltado para a medição do nível de acidez ou de alcalinidade de um composto químico, sendo utilizado na área médica para mensuração e acompanhamento da acidez do sangue e de outros fluidos do corpo, como o ácido gástrico.

A Radiometer foi fundada na cidade de Copenhagen, Dinamarca, em 1935, tornando-se a pioneira na análise de componentes gasosos no sangue em 1954. Foi adquirida pela unidade de diagnóstico médico da companhia dinamarquesa Danaher em 2004.
 NMCAR2

Doppler Direcional – Modelo DD 702

Código do objeto: NM.CAR.2

O Efeito Doppler consiste na alteração da frequência notada pelo observador devido ao movimento relativo de aproximação ou afastamento, entre uma fonte de ondas e o observador. Christian Doppler nasceu em Salzburg, na Áustria, em 1803. Em 1842, publicou a obra intitulada “Sobre as Cores da Luz Emitida pelas Estrelas Duplas”, que apresenta os fundamentos do efeito Doppler.

As primeiras aplicações médicas de técnicas de Doppler ultrassônico foram implementadas por Shigeo Satomura e Yasuhara Nimura em 1955 no Instituto de Pesquisa Científica e Industrial em Osaka, no Japão, para o estudo do movimento valvular cardíaco e pulsações dos vasos sanguíneos periféricos. Em 1966, Kato e T Izumi foram pioneiros na medição do fluxo direcional usando o método de oscilação local, onde as direções de fluxo foram detectadas e exibidas.

Este foi um grande avanço na instrumentação Doppler, pois o fluxo inverso nos vasos sanguíneos poderia ser documentado. O aparelho de Doppler Direcional existente no acervo do NMFM foi produzido pela empresa brasileira Imbracrios, que tem como atividade econômica principal a fabricação de instrumentos não-eletrônicos e utensílios para uso médico, cirúrgico, odontológico e de laboratório. Também fabrica aparelhos eletro médicos e eletro terapêuticos e equipamentos de irradiação.
 NMCAR4

Monitor 4.1 CN

Código do objeto: NM. CAR. 04

Monitor cardíaco para uso em clínica, cirurgia, ressuscitação e unidades de terapia coronária e intensiva. Faz parte de um sistema modular, podendo funcionar isoladamente ou acoplado a outros instrumentos, entre os quais o monitor de frequência e alarme, registrador ou cardiógrafo.
 NMCAR10

Bisturi Elétrico ERBOTOM II

Código do objeto: NM.CAR.10

Bisturi Elétrico (eletrônico / eletrocirúrgico),é um aparelho utilizado em cirurgias denominadas de eletrocirurgia ou diatermia, e pode ser usado em praticamente todas as especialidades cirúrgicas. São encontrados em procedimentos dermatológicos, ginecológicos, cardíacos, ocular, maxilo-facial, ortopédicos, urológicos, neurocirúrgicos, gerais e até mesmo em alguns procedimentos odontológicos.

Eletrocirurgia é um termo usado para descrever múltiplas modalidades que usam eletricidade para causar destruição térmica do tecido através da desidratação, coagulação ou vaporização. Os dois tipos de eletrocirurgia mais comumente utilizados são eletrocirurgia de alta frequência e eletrocautério. A eletrocirurgia de alta frequência refere-se a métodos diferentes: eletrocoagulação (oclusão dos vasos), eletrodissecação (separação tecidual) e eletrofulguração (coagulação superficial). Estes métodos envolvem corrente alternada de alta frequência, que é convertida em calor por resistência a medida que passa através do tecido.
 NMCAR11

ELETROCARDIÓGRAFO – ECG.40

Código do objeto: NM.CAR.11

No final do século XVIII e início do século XIX, a cardiologia teve um crescimento tecnológico sem precedentes na história, devido à invenção da eletrocardiografia. Com esse conhecimento foi possível compreender os mecanismos envolvidos nas arritmias cardíacas e desenvolver tratamentos específicos para correção deste tipo de patologia, incluindo a estimulação cardíaca artificial. Eletrocardiograma é um método desenvolvido pioneiramente por Willem Einthoven no século XIX, motivo pelo qual é considerado o pai da eletrocardiografia.

Willem Einthoven registrou o primeiro eletrocardiograma na Europa, em 11 de abril de 1892, usando o Eletrômetro de Lippmann. Em 1902, Einthoven realizou o primeiro registro eletrocardiográfico obtido diretamente de um ser humano, utilizando um galvanômetro modificado. Para a obtenção dos sinais foram utilizados eletrodos posicionados nos dois braços e na perna esquerda do paciente, derivação que atualmente denominamos D1.  

Einthoven é também conhecido por ter criado o histórico Triângulo de Einthoven no ano de 1913, que é considerado a base para a análise do eletrocardiograma. Introduziu ainda o sistema de eletrodos bipolar e obteve traçados dos ritmos mais clássicos.
 NMCAR20

Balança Analítica

Código do objeto: NM.CAR.20

A partir do século XIX a balança assumiu um papel primordial nas investigações realizadas pelos químicos, tornando-a instrumento vital em qualquer laboratório, preceito válido até hoje. Uma vez estabelecida sua importância, a balança passou a sofrer aperfeiçoamentos significativos a partir do final do século XIX, movidos pelo desejo de produzir um instrumento mais robusto, menos dependente da prática do operador, menos sensível ao ambiente e que, acima de tudo, tornasse a operação de pesagem mais rápida. Para tal, o desenho das balanças analíticas foi fundamentalmente modificado, sendo a característica marcante do século XX: a tradicional balança de dois pratos, acompanhada de sua caixa de pesos, cedeu vez aos modelos de um só prato, que foram substituídos pelas balanças eletrônicas.
 NMCAR23

Termostato de Circulação de Água - Modelo VTS 13

Código do objeto: NM.CAR.23

A Radiometer é uma empresa multinacional dinamarquesa que desenvolve, fabrica e comercializa soluções para amostragem de sangue, análise de gases no sangue, monitoramento transcutâneo, testes de imunoensaios e sistemas de gerenciamento de TI relacionados.

O termostato de circulação de água VTS13 é projetado especificamente para operar com PH do sangue e serve também para uma série de aplicações de controle de temperatura de laboratório. Ele fornece água circulante mantida com precisão em uma temperatura predefinida, bem como a facilidade de sucção necessária. Toda a unidade foi projetada para operação contínua de 24 horas.

Topo
Faculdade de Medicina - Universidade de Brasília-UnB - Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa Norte-Brasília-DF Brasil - CEP: 70.910-900
Fone: 55 (61) 3107.1701 E-mail: fmd@unb.br
Copyright © 2019 - 2021